Pensamentos e pensamentos…

Um pouco mais a pensar, ponderar e agir:

 

ESP não é existe apenas para ensinar a habilidade de leitura (reading).

O ensino de crianças pode ou tende a virar uma forma de ESP?

Como posso ensinar meu aluno a ler em Língua Estrangeira (LE) sem trabalhar as outras habilidades?

Um professor formado para o ensino de um determinado idioma é mais válido ou tão bom quanto um nativo ministrando aulas de ESP?

Quão distante o ensino da escola está da prática de Letramento Crítico?

Meus alunos são alfabetizados ou letrados?

Até que ponto a escola discrimina as pessoas cuja cultura dá ênfase à oralidade em lugar à leitura e à escrita?

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s