Leitura imagética

Durante a aula de Práticas de Letramento a professora Flávia Dutra comentou sobre “leitura imagética” e euzinha fui atrás de uma informação complementar.

Achei na internet duas fontes de consulta que muito me ajudaram na compreensão desse termo tão novo em meu universo. Ei-las:

Além disso, ma mesma aula a professora comentou sobre os autores Brian Street, Ferdinand Saussure e Charles Sander Peirce e lá fui eu garimpar informações preciosas novamente.

  • Brian Street:
Em 1984, no livro “Literacy in theory and practice”, Street utilizou a expressão “Literacy practices” como um meio de focalizar as práticas sociais e concepções do ler e escrever. (Street, 2003, p.77). Nesta obra o autor define o letramento segundo duas perspectivas: a autônoma e a ideológica. Sugere que o letramento, na concepção autômona, destinado às pessoas pobres, analfabetas, residentes em aldeias, ou jovens urbanos, promoveria desenvolvimento destas habilidades cognitivas e a possibilidade de ascenção econômica, lhes tornando melhores cidadãos, embora as condições sociais e econômicas que produziram sua “ignorância” estejam em primeiro lugar. Segundo o autor este modelo (autônomo) disfarçaria as suposições culturais e ideológicas, fazendo com que o letramento se apresente como algo neutro e universal capaz de promover estes benefícios. O modelo autônomo impõe concepções ocidentais de alfabetização/letramento de uma para outras culturas, ou dentro de um país, ou ainda de uma classe ou
grupo cultural sobre outros. Para se contrapor a esta visão o autor sugere o modelo ideológico que oferece uma visão culturalmente mais sensível das práticas de alfabetização/letramento, contemplando a variação destas de um contexto a outro. Este modelo propõe não apenas a aquisição neutra de habilidades técnicas, mas uma prática social que sempre está implícita nos princípios epistemológicos socialmente construídos. Os modos pelos quais as pessoas destinam a leitura e a escrita são arraigados a concepções de conhecimento, identidade e modos de ser e estar. Estes estão sempre inclusos em práticas sociais, em um mercado de trabalho específico ou em um contexto educacional particular e os efeitos de aprender será dependente destes contextos. Alfabetização/letramento, neste sentido, sempre é competitiva e seus significados e suas práticas, conseqüentemente são versões particulares e, portanto, sempre “ideológicas”.

O modelo autônomo apresentado pelo autor foi alvo de muitas críticas e foi revisto mais adiante através dos NLS (New Literacy Studies).

  • Ferdinand Sausure:

Saussure entendia a linguística como um ramo da ciência mais geral dos signos, que ele propôs fosse chamada de Semiologia. Graças aos seus estudos e ao trabalho de Leonard Bloomfield, a linguística adquiriu autonomia, objeto e método próprios. Seus conceitos serviram de base para o desenvolvimento do estruturalismo no século XX.

  • Charles Sander Peirce:

Peirce concebia a Lógica dentro do campo do que ele chamava de teoria geral dos signos, ou Semiótica. Os últimos 30 anos de sua vida foram dedicados a estudos acerca da Semiótica, para Peirce um sistema de lógica. Produziu cerca de 80.000 manuscritos durante a vida, sendo que 12.000 páginas foram publicadas.

A Semiótica Peirciana pode ser considerada uma Filosofia Científica da Linguagem. A Fenomenologia é a ciência que permeia a semiótica de Peirce, e deve ser entendida nesse contexto. Para Peirce, a Fenomenologia é a descrição e análise das experiências do homem, em todos os momentos da vida. Nesse sentido, o fenômeno é tudo aquilo que é percebido pelo homem, seja real ou não.

Para arrematar a professora ainda falou sobre NEED´S ANALYSIS. E eu que não sou boba nem nada fui saber do que se tratava.

No fim da aula a professora nos deixou como material de apoio esses link…

Anúncios

One thought on “Leitura imagética

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s