Pesquisa Qualitativa Versus Pesquisa Quantitativa: Esta É a Questão?1 Hartmut Günther2 Universidade de Brasília Psic.: Teor. e Pesq., Brasília, Mai-Ago 2006, Vol. 22 n. 2, pp. 201-210

o pesquisador não deveria escolher entre um método ou outro, mas utilizar as várias abordagens, qualitativas e quantitativas que se
adequam à sua questão de pesquisa. (1)

a tarefa de encontrar e usar a abordagem teórico-metodológica que permita, num mínimo de tempo, chegar a um resultado que melhor contribua para a compreensão do fenômeno e para o avanço do bem-estar social. (1)

Características da Pesquisa Qualitativa:
4 bases teóricas: a) a realidade social é vista como construção e atribuição social de significados; b) a ênfase no caráter processual e na reflexão; c) as condições “objetivas” de vida tornam-se relevantes por meio de significados subjetivos; d) o caráter comunicativo da realidade social permite que o refazer do
processo de construção das realidades sociais torne-se ponto de partida da pesquisa.
5 grupos de atributos da pesquisa qualitativa: a) características gerais; b) coleta de dados; c) objeto de estudo; d) interpretação dos resultados; e) generalização.

Características gerais
Seguindo o pensamento de Dilthey citado acima, Flick e cols. (2000) apontam a primazia da compreensão como princípio do conhecimento, que prefere estudar relações complexas ao invés de explicá-las por meio do isolamento de variáveis, o que se constitui como um contraponto artificial. Dificilmente um pesquisador adjetivado como quantitativo exclui o interesse em compreender as relações complexas. O que tal pesquisador defende é que a maneira de chegar a tal compreensão é por meio de explicações ou compreensões das relações entre variáveis.

Coleta de dados
o estudo de caso como o ponto de partida ou elemento essencial da pesquisa qualitativa.

Objeto de estudo
Para Mayring (2002) a ênfase na totalidade do indivíduo como objeto de estudo é essencial para a pesquisa qualitativa, i.é, o princípio da Gestalt.

Interpretação dos dados
Os acontecimentos no âmbito do processo de pesquisa não são desvinculados da vida fora do mesmo.
No caso da pesquisa quantitativa, dificilmente se escuta o participante após a coleta de dados.

Estratégias de coleta de dados
Uma resposta ao problema de como lidar com os valores e o envolvimento emocional do pesquisador com o seu objeto é por meio do controle das variáveis do estudo. O contraponto feito entre a pesquisa qualitativa e a pesquisa quantitativa é o de estudar um determinado fenômeno no seu contexto natural versus estudálo
no laboratório.

Estudo de caso
O chamado paradoxo da psicologia coloca em confronto o estudo aprofundado de um evento individual, objeto de interesse da Psicologia por excelência com a necessidade do estabelecimento de parâmetros para os atributos destes eventos.

Papel do sujeito
A associação feita é de que um participante ativo supõe uma pesquisa qualitativa, já um participante passivo, é “sujeito” de uma pesquisa quantitativa.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s